1.999 – Pressentindo a revolução do século XXI.

Sem nenhum saudosismo, escrevo este primeiro artigo do nosso novo site, reestruturado para atender as necessidades de nossos clientes e parceiros de negócios. Observando que registramos nosso domínio, www.buzaneli.com.br em 25/08/1999. (O Google foi registrado como domínio, www.google.com em 15/09/1997.*)

Naquela época, que parece tão distante, um escritório de contabilidade estar na internet era algo secundário, algo que pouco impactava na prestação dos serviços. Parecia mais uma moda passageira, ou no máximo uma opção. O essencial era fazer com que os clientes enviassem mensalmente ao escritório as notas fiscais de entrada e saída, extratos bancários e demais documentos. Todos impressos em papel!!

Poucos profissionais estavam percebendo que uma revolução gigantesca estava começando. Não sabíamos com certeza o que aconteceria, não tínhamos a pretensão de prever o futuro. Contudo, uma inquietação nos dizia que em muito pouco tempo estaríamos vivendo num ambiente de trabalho muito diferente ao que estávamos acostumados.

Vale aqui escrever o que já disse muitas vezes aos meus amigos contadores: Não é por acaso que a maioria dos escritórios de contabilidade começaram a surgir na década de 1950. O nosso foi fundado por meu pai – Flávio Buzaneli – em 1955. Isso acontecia como consequência da regulamentação de nossa profissão, através do Decreto-Lei 9.295/46, de 27 de maio de 1946. Esse decreto criou o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e definiu as atribuições do Contador e do Guarda-livros.

No meu entendimento, os primeiros escritórios de contabilidade foram empresas revolucionárias. (A maioria nascia com o nome de escritório comercial. A expressão escritório de contabilidade e/ou organização contábil ficou mais comum na década de 1980.) Os primeiros contadores da década de 50 e seguintes criaram um novo modelo de negócio, estruturado basicamente em 3 áreas de conhecimento, que foram estruturadas em 3 departamentos: contábil, fiscal, e pessoal. A esse núcleo de trabalho foram acrescentados o departamento de legalização de empresas, e a administração, que geralmente era exercida pessoalmente pelo próprio sócio fundador. Ou seja, a visão desses contadores que inventaram o escritório de contabilidade era tão revolucionária quanto a de Bill Gates, Steve Jobs, ou Mark Zuckerberg. Os contabilistas, fundadores dos primeiros escritórios de contabilidade, também criaram o que não existia no mercado, mas que depois que passou a existir, o mercado percebeu o quanto precisava desse novo serviço. Quem imaginava que iria precisar de smartphone? Computador pessoal? Softwares? Aplicativos?

Posso dizer que a mudança veio pra ficar. A quebra de paradigmas, e a extinção dos tradicionais modelos de negócio está apenas em fase inicial. Nesse cenário, temos os chamados “tecnotimistas”, e os “tecnopessimistas”. Dependendo da forma de olhar a realidade que se apresenta em mutação cada vez mais veloz.

Creio que é fácil perceber que sou um “tecnotimista”, senão não teria registrado nosso domínio em 1.999. Tenho a percepção que os atuais contabilistas continuam sendo revolucionários, atentos e atuantes. Com relação à nossa empresa contábil, FLÁVIO BUZANELI SERVIÇOS CONTÁBEIS, adotamos o conceito: “Somos uma empresa de tecnologia, especializada em serviços contábeis”. E nesse sentido, a reestruturação do site é mais um passo em nossa jornada, que se iniciou em 1955.

O futuro se constrói a cada dia.

* fonte: pesquisa em 12-09-16 em https://www.google.com.br/about/company/history/

 


Flávio Buzaneli Júnior é administrador de empresas, advogado e contador. Atuou 12 anos como publicitário. É pós-graduado em Marketing pela ESPM. Desde 2.000 trabalha na Flávio Buzaneli Serviços Contábeis.

Orçamento